Quero Abrir Empresa Quero Trocar de Contador

Precisa de um Orçamento?

Entre em contato e venha fazer uma parceria de sucesso.

Publicado em 13 de junho de 2024
Poder 360

Bancões renegociam 58% das dívidas do Desenrola para empresas

As renegociações de dívidas por meio do Desenrola Pequena Empresa realizadas pelo Banco do Brasil, Santander, Itaú, Caixa e Bradesco representam 58% do total da carteira de crédito de micro e pequenas empresas. Até a última 6ª feira (7.jun.2024), todos os bancos associados à Febraban renegociaram juntos R$ 965 milhões.

A estimativa é de que as instituições financeiras renegociaram R$ 559,7 milhões. Sem considerar as cooperativas de crédito, o percentual sobe para 73%. De 13 de maio a 4 de junho, 30.100 contratos foram feitos, que beneficiaram 23.000 empresas.

O programa teve início em 13 de maio. Em comparação ao total de renegociações até 24 de maio, quando foram renegociados R$ 619,4 milhões, a alta é de 35,8%.

DESENROLA PEQUENOS NEGÓCIOS

Inspirado no Desenrola Brasil, o novo programa vai promover a renegociação de dívidas bancárias voltado para pequenos empreendedores. A iniciativa tem como objetivo incentivar a renegociação de dívidas em melhores condições e potencializar a capacidade de concessão de empréstimos.

- público-alvo: MEIs, microempresas e empresas de pequeno porte;
- quando: o programa está em vigor desde a publicação da MP e vale até 31 de dezembro de 2024;
- como: negociação direta entre o cliente e o banco, com aptidão imediata para crédito. As dívidas renegociadas até o fim de 2024 poderão ser contabilizadas como crédito presumido dos bancos de 2025 a 2029. Os créditos presumidos são uma espécie de incentivo do governo concedido às instituições financeiras;
- descontos: serão parecidos com a faixa 2 do Desenrola Brasil, com média de 40% sobre a dívida, podendo chegar até 90%.

Compartilhe nas redes sociais
Facebook Twitter Linkedin
Voltar para a listagem de notícias